domingo, 29 de abril de 2018

Maialino's Olive Oil Cake - Bolo de Laranja e Azeite

Adoro bolos de laranja e ando sempre à procura de receitas novas e deliciosas com este ingrediente. 
Desta vez, foi esta receita do site Food52 que chamou a minha atenção. Quando li os ingredientes achei que o bolo devia ser delicioso, apesar de me parecer que levava muito açúcar e muito azeite. Mas, como não gosto de alterar as receitas na primeira vez que as faço, usei exactamente as quantidades indicadas (em gramas, quando aplicável).
E ainda bem que o fiz, porque o bolo é de-li-ci-o-so!!! Como tem muitos ingredientes líquidos, a massa é muito fluída e o bolo fica com uma textura semelhante a uma queijada. Húmido, denso, delicioso! Se decidirem experimentá-lo, não se ponham com invenções, respeitem as quantidades e os ingredientes, e vão ver que vão adorar. Nos comentários do site vi várias pessoas que disseram que não lhes saiu muito bem, mas tinham alterado uma série de coisas... O meu saiu fabuloso!
A receita do site Food52 é, dizem, ligeiramente adaptada de um bolo servido como sobremesa e que também é vendido para fora, do restaurante Maialino em N. Iorque.

Ingredientes

2 chávenas (250g) de farinha sem fermento
1 3/4 de chávena (350g) de açúcar
1 1/2 c. chá de sal 
1/2    c. chá de bicarbonato de sódio
1/2    c. chá de fermento Royal
1 1/3 de chávena  (285g) de azeite extra virgem suave
1 1/4 de chávena  (305g) de leite gordo
3 ovos grandes
1 1/2  c. sopa de raspa de laranja 
1/4   de chávena (60g) de sumo de laranja acabado de espremer
1/4   de chávena (55g) de licor de laranja Grand Marnier
Açúcar em pó para polvilhar (opcional) 


Preparação

Pré-aquecer o forno a 175º
Untar uma forma redonda (de 22 cm e pelo menos 5 cm de altura) e forrar o fundo com papel vegetal, também untado.
Numa taça, juntar a farinha, o açúcar, o sal, o fermento e o bicarbonato.
Misturar com uma vara de arames, até que a mistura pareça um só ingrediente.
Noutra taça, maior, juntar o azeite, o leite, os ovos, a raspa e o sumo de laranja, e o licor Grand Marnier.
Com a vara de arames misturar muito bem até os ovos estarem completamente integrados e a mistura estar homogénea.
Peneirar os secos para a mistura dos líquidos e misturar com a vara de arames até estar tudo bem integrado.
Verter a massa, que será bastante fluida, para a forma e cozer durante 1 hora. 
Se a parte de cima começar a ficar dourada muito cedo, cobrir com papel de alumínio.
Retirar do forno e deixar arrefecer dentro da forma, sobre uma grelha, durante 30 minutos. É importante respeitar este tempo para o bolo não partir. 
Passados os 30 minutos, passe uma faca à volta do bolo para soltar, desenforme e deixe arrefecer sobre a grelha.
Se quiser, polvilhe com açúcar em pó.




 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 18 de março de 2018

Iscas à Portuguesa

Eu sei que iscas de fígado não são para todos os gostos. Mas eu adoro iscas! Adoro, adoro, pronto...
Sempre que encontro iscas num restaurante, não resisto a pedir. Mas, estranhamente, nunca as tínhamos feito cá em casa. Quer dizer, o P. nunca as tinha feito...
Neste sábado, quando foi ao talho decidiu comprar e fazer-me esse mimo 😄.
Ficaram ma-ra-vi-lho-sas!! 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Bolo de Laranja com Sour Cream

Como vos contei na publicação das panquecas, encontrei Sour Cream (Natas azedas), no Aldi . Fiquei contentíssima, porque nunca tinha encontrado sour cream à venda nos super mercados, e comprei duas embalagens. Gastei uma com as panquecas e fui à procura de uma receita que me permitisse gastar a outra e dar vazão às laranjas que tinha na fruteira. Encontrei esta, no site Epicurious, e só vos digo que fica um bolo delicioso!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Costeletas de Borrego

Costeletas de Borrego não costumavam fazer parte da minha alimentação habitual, até viver com o P. Mas ele adora-as e eu, por influência dele, agora também!
No sábado passado ele foi ao talho e encontrou-as,  o que nem sempre acontece.
Comprou à volta de um quilo e duzentos gramas, o que deu para duas refeições para dois.
São simples e deliciosas, vou dizer-vos como ele as faz.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Panquecas de Natas Azedas

Hoje é "Shrove Tuesday" que é como quem diz, terça feira de cinzas. Este dia, em alguns países, é celebrado comendo panquecas. Eu gosto muito de panquecas, daquelas mesmo à séria, sem aveia nem nada dessas cenas saudáveis, e por isso faço-as muito poucas vezes. Tinha visto há muito tempo esta receita no Epicurious e, nem de propósito, há dias comprei natas azedas no Aldi, onde também comprei Maple Syrup (Xarope de Ácer).
Estava feito, era desta que aquelas panquecas iam ver a luz do dia.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Feijoada de Lulas

Há tanto tempo que não participo no Dia Um...Na Cozinha, que já nem me lembro quando foi a última vez. Mas não é por não gostar ou não querer...é porque  não calha mesmo. Desta vez, quando vi o tema, disse para mim: é desta. Até já fiz a receita e fotografei, desta vez não falha! Mas quase ia falhando :) São 14horas e só agora vou tratar da publicação. Shame on me...
Feijoada é um prato bem tradicional português. Esta que trago, é de lulas e a receita vi-a no programa A Praça, feita pela Cristina Manso Preto. Segui a receita quase à risca, salvo uma ou duas pequenas alterações.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 10 de dezembro de 2017

Lulinhas à Guilho

Estas lulinhas al ajillo que, por imposição do P. se chamaram "à guilho", são uma verdadeira delícia!! Não acreditam?  Pois, eu também fiquei com um pé atrás quando ele chegou da praça e me disse que tinha comprado lulinhas e que o peixeiro lhe tinha sugerido fazê-las  "à guilho"...  Mas são mesmo maravilhosas, a sério, não deixem de experimentar! Por aqui vamos repetir muitas vezes.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...